As clássicas da primavera europeia - O Guia

Os clássicos da primavera são uma das corridas de um dia mais importantes que acontecem na Europa. Com alguns dos eventos mais antigos e icônicos do esporte, todas elas corridas profundamente consagradas na história e no patrimônio do ciclismo.

Elas começam no final de fevereiro com Omloop Het Nieuwsblad e Kuurne-Brussel-Kuurne na Bélgica e depois vão para a Itália com Milan-San Remo , na Bélgica Gent-Wevelgem, o Tour de Flandres também na Bélgica e Paris-Roubaix na França, com várias outras corridas menos prestigiosas entre essas. Após uma breve pausa, o foco muda para um conjunto de clássicos da primavera que são coletivamente conhecidos como Clássicos das Ardenas. Fazem parte dessas clássicas as corridas Amstel Gold Race, La Flèche Wallonne e Liège-Bastogne-Liège .

Cada corrida tem seu próprio charme e características como o pavé ou paralelepípedos de Paris-Roubaix e as subidas de Flandres como elementos que normalmente definem o vencedor dessas corridas. Paris-Roubaix, o Tour de Flandres, Milan-San Remo e Liège-Bastogne-Liège têm o status de Monumento - uma marca dedicada às mais prestigiadas corridas de ciclismo de um dia. O quinto e último monumento do ciclismo é o ll Lombardia, que acontece no outono.

Este fim de semana vêremos o início das corridas como, Omloop Het Nieuwsblad e Kuurne-Brussel-Kuurne abrindo uma das mais esperadas temporadas de corridas. Esse início é tradicionalmente conhecido como ' Fim de semana de Abertura '.

Omloop Het Nieuwsblad

Jasper Stuyven e Yves Lampaert lutam no famoso Muur van Geraardsbergen na corrida de 2020 (Crédito da imagem: Getty Images Sport)

Data: 27 de Fevereiro

Localização: Bélgica

Para os fãs do ciclismo, o Fim de semana de Abertura e, especialmente, o Omloop Het Nieuwsblad, significam o verdadeiro início da temporada de corridas. A corrida costumava se chamar Omloop Het Volk, em homenagem a um jornal Belga, mas quando esse nome se misturou com outra publicação, Het Nieuwsblad, um novo nome foi dado a corrida para sua 64ª edição.

O evento faz parte do Tour Mudial desde 2017 e ciclistas como Eddy Merckx, Freddy Maertens e Johan Museeuw ja venceram essa corrida que existe desde 1945. Em 2006, uma corrida feminina também foi disputada no mesmo dia.

A corrida belga acontece apenas 24 horas antes de Kuurne-Brussel-Kuurne e é indiscutivelmente mais difícil, com mais escaladas e geralmente uma abordagem mais agressiva, já que as equipes procuram quebrar a corrida em uma série de subidas curtas, mais acentuadas, que vêm antes do final . No total, são 13 escaladas, ou os chamados 'Bergs', como são conhecidos, e 14 setores de paralelepípedos, o que significa muito terreno para as equipes dividirem o pelotão. Tanto esta corrida quanto Kuurne-Brussel-Kuurne fornecem batismos de frio, vento e chuva, e nunca decepcionam no final.

Kuurne-Brussel-Kuurne

Um pelotão tentando alcançar Kasper Asgreen no ano passado (Crédito da imagem: Getty Images Sport)

Data: 28 de Fevereiro

Localização: Bélgica

Kuurne-Brussel-Kuurne normalmente favorece os velocistas e as equipes muitas vezes trocam suas formações após Omloop Het Nieuwsblad para refletir isso. Claro que existem subidas durante a corrida, mas tendem a diminuir com cerca de 50 Km para o final, o que dá às equipes de velocistas bastante tempo para anular ataques e perseguir grupos.

Começando em Kuurne, a corrida segue para o leste com as subidas Oude Kwaremont e Kluisberg. Nos últimos anos, os velocistas viram suas chances de vitória reduzidas, em parte graças a alguns ataques de última hora e bravos ataques solo.

Tom Boonen é o único ciclista na história a vencer esta corrida mais de duas vezes, com três vitórias em seu nome. O único ciclista no pelotão atual que poderia ameaçar isso nos próximos anos é Mark Cavendish (Deceuninck-QuickStep), que ganhou a corrida duas vezes, mas não está ainda garantido para começar o evento deste ano. O final de semana de abertura é seguido por uma corrida de um dia um pouco menor chamada Le Samyn , em 2 de março.

Milan-San Remo

Ataque de Alaphilippe e Van Aert ao Poggio em agosto passado (Crédito da imagem: Getty Images Sport)

Data: 20 de Março

Localização: Itália

Milan-San Remo, também conhecido como La Classicissima, é o primeiro de cinco monumentos no ciclismo - um título entregue às corridas de um dia mais icônicas e importantes no calendário esportivo fora do Campeonato Mundial. A corrida italiana - que acontece duas semanas depois de Strade Bianche, é uma corrida de um dia que vem crescendo em prestígio - é o monumento mais longo, com mais de 300 quilômetros de extensão :-) , mas é tipicamente decidida em um final dramático que inclui as subidas de Poggio e Cipressa ou o sprint na lendária Via Roma.

Eddy Merckx detém o recorde de mais vitórias, com sete, enquanto ninguém no pelotão atual ganhou mais de uma vez. Isso reforça a teoria de que, embora Milan-San Remo seja o Monumento mais fácil de se terminar, é possivelmente o mais difícil de vencer devido ao fato de que a final fica aberta a qualquer resultado possível. Uma corrida equilibrada mesmo entre os velocistas e alpinistas.

 

Amstel Gold


Mathieu van der Poel vence Amstel Gold 

Data: 18 de Abril

Localização: Holanda

Geralmente depois de Paris-Roubaix, todas as atenções nos Clássicas da Primavera se voltam para os Clássicas de Ardennes, que acontecem na Bélgica e na Holanda. O trio de eventos inclui a Amstel Gold Race, La Flèche Wallonne, e o quarto Monumento da temporada, Liège-Bastogne-Liège, enquanto Brabantse Pijl em 14 de abril serve como uma preparação para os ciclistas.

Amstel Gold é uma das corridas mais novas entre as Clássicos de Ardennes. Criada em 1966 quando o francês e ex-campeão mundial Jean Stablinksi venceu. O percurso, incluindo as cidades de largada e chegada, mudou consideravelmente ao longo dos anos, no formato recente a corrida começa em Maastricht e termina em Valkenburg. A escalada de Cauberg, que por muitos anos foi a última subida da corrida, ainda faz parte do percurso, mas não tem mais tanto destaque com os organizadores da corrida tentando encorajar resultados menos previsíveis e mais emocionantes.

O perfil da corrida sempre exige muito dos ciclistas, os escaladores fortes e versáteis normalmente encontram sucesso nas estradas sinuosas e apertadas do percurso de corrida. Jan Raas detém o título com mais vitórias, com cinco, enquanto Philippe Gilbert tem quatro em seu nome (2010, 2011, 2014 e 2017).

 

Fique ligado que em breve teremos os detalhes das próximas corridas.

 

2021 Calendário das Clássicas da Primavera

Data Corrida Status
27 Fevereiro Omloop Het Nieuwsblad Tour Mundial
28 Fevereiro Kuurne-Brussel-Kuurne 1.Pro
2 Março Le Samyn 1.1
6 Março Strade Bianche Tour Mundial
20 Março Milan-San Remo Tour Mundial, Monumento
24 Março Oxyclean Classic Brugge-De Panne Tour Mundial
26 Março E3 Saxo Bank Classic Tour Mundial
28 Março Gent-Wevelgem – In Flanders Fields Tour Mundial
31 Março Dwars door Vlaanderen Tour Mundial
4 Abril Tour of Flanders Tour Mundial, Monumento
7 Abril Scheldeprijs 1.Pro
11 Abril Paris-Roubaix Tour Mundial, Monumento
14 Abril Brabantse Pijl 1.Pro
18 Abril Amstel Gold Race Tour Mundial
21 Abril La Flèche Wallonne Tour Mundial
25 Abril Liège-Bastogne-Liège Tour Mundial, Monumento